Entrevista Sergio Barata

new_post_maraca

Entrevista Sergio Barata

postado por: Sergio Barata data: jan 13, 2015 categoria: CONSPERJ, Consultoria, Polícia Civil, SEEL-RJ

Funcionário público há 24 anos, dos quais 22 anos dedicados à Polícia Civil do Rio de Janeiro, Sérgio Teixeira Barata atua há dois anos na Secretaria de Esporte e Lazer, onde é o coordenador de Segurança Estratégica da SUDERJ – Superintendência de Desportos do Rio de Janeiro. Sérgio Barata é o conselheiro entrevistado dessa semana.

 

Fale um pouco sobre do seu trabalho na Secretaria de Estado de Esporte e Lazer

Como a SEEL atua em projetos esportivos em todo o estado e a SUDERJ administra e promove varias atividades em aparelhos como o Complexo Esportivo da Rocinha, Sampaio e São Gonçalo, atendendo grande número de moradores de comunidades próximas, pela experiência de mais de vinte anos dedicados à segurança publica, além da formação acadêmica como Professor de Educação Física, fui convidado por André Lazzaroni, na época Secretário de Esportes, para criar uma Coordenadoria que avaliasse os riscos de segurança envolvendo locais sob a responsabilidade da Secretaria. Com isso conseguimos nos antecipar a “problemas” que de alguma forma poderiam interferir no andamento das atividades, aumentando a segurança dos administradores, professores e dos usuários beneficiados com os projetos.

 

Quais diretrizes para as políticas públicas voltadas à promoção da segurança foram formuladas e/ou propostas por vocês?

A partir da nova demanda gerada pela ocupação de áreas anteriormente conflagradas, buscamos auxiliar o projeto UPP com a criação de novos polos esportivos nas comunidades, alem do reaparelhamento de locais destinados a pratica de esportes que se encontravam abandonados, promovendo atividades que incluíssem moradores dessas regiões, visando principalmente atender a demanda dos mais jovens.  Essa é uma de nossas contribuições para o processo de “pacificação”.

 

Qual a importância do Consperj neste momento que a segurança está vivendo?

Um dos grandes equívocos de qualquer gestão é fomentar políticas públicas sem a interação dos que vão ser supostamente beneficiadas por essas políticas. Sem entender as realidades locais pode-se literalmente “pregar no vazio”, ou seja, as ações podem não atender as verdadeiras demandas daquela região e de seus moradores.

Portanto, a atuação do CONSPERJ quando reúne representantes das instituições estaduais com representantes de organizações civis, se mostra efetivamente democrática e representativa, criando o ambiente favorável para um amplo debate visando à adequação de políticas de segurança pública mais justa e abrangente. E eu vejo com muita satisfação essa parceria, pois temos a vantagem de estar discutindo a segurança pública com os representantes das Secretarias do Estado, cada qual com sua demanda e responsabilidade, e as organizações civis dando voz àqueles que estão na outra ponta. Essa discussão num ambiente promovido pela própria Secretaria de Segurança é extremamente benéfica para a população. É uma satisfação fazer parte desse Conselho e espero contribuir cada vez mais com sugestões e experiências que auxiliem na consolidação desse processo.

Por CONSPERJ | 01.2015
http://www.consperj.rj.gov.br/noticias_d.php?id=232

postado por: Sergio Barata data: jan 13, 2015 categoria: CONSPERJ, Consultoria, Polícia Civil, SEEL-RJ

Sergio Barata

Inspetor de Polícia Civil desde o ano de 1990, trabalhou durante cinco anos como Orientador de Negociação da Divisão Antissequestro – DAS/RJ, e outros cinco anos como Investigador/Analista da Seção de Inteligência Policial da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas – DRACO, atuando nas investigações dos grupos paramilitares existentes no Estado do Rio de Janeiro. Trabalhou em Delegacias Distritais da Zona Sul, Zona Norte e Baixada Fluminense, além de Delegacias Especializadas em investigações de combate ao tráfico de entorpecentes, crimes fazendários, e homicídios. Integra o corpo docente da Academia de Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, na matéria de Técnicas de Investigação. Conselheiro do CONSPERJ – Conselho de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, representando a SEEL – Secretaria de Estado de Esporte e Lazer do Rio de Janeiro, no biênio 2013/2015. Foi Coordenador de Segurança Estratégica da SUDERJ – Superintendência de Desportos do Estado do Rio de Janeiro 2013/2014 Coordenou as investigações da Comissão Parlamentar de Inquérito da ALERJ – Assembleia Legislativa do Estado Rio de Janeiro na apuração de fraudes envolvendo o ECAD – Escritório Central de Arrecadação e Distribuição. Durante cinco anos prestou consultoria para o Banco Santander/Real auxiliando no desenvolvimento de políticas de prevenção de crimes de extorsão mediante sequestro praticado contra funcionários daquela instituição. Consultor de segurança empresarial para a elaboração de projetos de políticas de segurança patrimonial e pessoal. Consultor para produções cinematográficas que envolva prática policial, auxiliando direção, roteiro, elenco, produção e figurino na adequação dos filmes à realidade do ambiente policial. Foi consultor do filme TROPA DE ELITE 2, sendo também o responsável pela logística de segurança que envolveu as fases de pré /pós-produção do filme, até seu lançamento no circuito nacional.